China e Rússia prometem defender uma ordem internacional "justa e equitativa"

Funcionários de alto escalão da China e da Rússia prometeram na quarta-feira (15) defender juntos uma "justa e equitativa" ordem internacional e promover a paz e a estabilidade mundial e regional

China e Rússia prometem defender uma ordem internacional "justa e equitativa"
China e Rússia prometem defender uma ordem internacional "justa e equitativa"

247, com Diário do Povo - Funcionários de alto escalão da China e da Rússia prometeram na quarta-feira (15) defender juntos uma "justa e equitativa" ordem internacional e promover a paz e a estabilidade mundial e regional.

Yang Jiechi, membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh) e Nikolai Patrushev, secretário do Conselho de Segurança russo, fizeram tais observações ao co-organizar a 14ª rodada da consulta de segurança estratégica China-Rússia, em Moscou.

Yang, que também é diretor do Escritório da Comissão de Relações Exteriores do Comitê Central do PCCh, disse que ambos os países devem se apoiar firmemente nos assuntos de principal preocupação, aumentar a coordenação dentro dos marcos multilaterais e impulsionar juntos a resolução das questões de conflitos internacionais.

Ele disse que as relações China-Rússia estão se desenvolvendo em alto nível e entraram em seu melhor período na história sob a liderança do presidente chinês Xi Jinping e do presidente russo Vladimir Putin.

Yang disse que Xi e Putin já se reuniram duas vezes este ano e atingiram importantes consensos.

Ambos os países devem trabalhar para implementar esses consensos e continuar a consolidar e enriquecer sua parceria estratégica abrangente de coordenação, disse o funcionário de alto escalão.

China e Rússia devem aprofundar a cooperação em diversas áreas de forma a beneficiar ainda mais ambos os povos, disse Yang.

Patrushev indicou que os laços Rússia-China estão se desenvolvendo em um alto nível sem precedente graças aos esforços de ambos os presidentes.

A Rússia está pronta a seguir com os contatos de alto nível, fortalecer a coordenação estratégica e trabalhar por melhores resultados na cooperação prática, salientou ele.

As duas partes também discutiram assuntos relativos à Península Coreana, Oriente Médio e o acordo nuclear do Irã e atingiram amplos consensos.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247