China exige que Canadá liberte imediatamente Meng Wanzhou, executiva da Huawei

O Ministério das Relações Exteriores da China instou nesta segunda-feira o Canadá a libertar imediatamente a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, e deixá-la retornar ao seu país em segurança

A dietora executiva da Huawei, Meng Wanzhou
A dietora executiva da Huawei, Meng Wanzhou (Foto: Harrison Ha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Mais uma vez instamos o Canadá a levar a sério a posição solene e a preocupação da China, libertar imediatamente Meng Wanzhou e deixá-la retornar à China em segurança", disse o porta-voz da chancelaria chinesa, Zhao Lijian, em uma coletiva regular de imprensa.

Zhao fez os comentários ao responder sobre uma audiência da Suprema Corte da Colúmbia Britânica relativa ao caso Meng Wanzhou, realizada no dia 17 de agosto, horário local, para discutir a divulgação de provas e informações, informa a Xinhua.

"A posição da China sobre o caso de Meng Wanzhou é consistente e clara", disse Zhao. "As evidências que foram tornadas públicas revelam claramente que os Estados Unidos e o Canadá abusaram de seu tratado de extradição bilateral e tomaram arbitrariamente medidas compulsórias contra uma cidadã chinesa, o que viola gravemente os direitos e interesses legítimos dos chineses", disse Zhao.

Ele afirmou que a intenção dos Estados Unidos é oprimir a Huawei e outras empresas chinesas de alta tecnologia, e que o Canadá é seu cúmplice. "Este é um incidente político grave. Esta não é apenas a visão da China, mas também uma conclusão compartilhada pelo resto da comunidade internacional, incluindo as pessoas esclarecidas dos EUA e do Canadá".

O governo chinês está firmemente determinado a salvaguardar os direitos e interesses legítimos de seus cidadãos e empresas, e apoiar as empresas e indivíduos chineses na salvaguarda de seus direitos e interesses através de meios legais, complementou Zhao.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247