China ignora sanções dos EUA e reafirma compromisso com a Venezuela

Porta-voz chinês manifestou apoio à soberania venezuelana e à legitimidade do governo de Maduro e demonstrou que a China não acompanha os EUA nas sanções contra o país sul-americano

Geng Shuang, porta-voz da Chancelaria chinesa
Geng Shuang, porta-voz da Chancelaria chinesa (Foto: Reprodução (Youtube))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, anunciou que Pequim vai manter relações comerciais com a Venezuela, apesar das sanções unilaterais aplicadas pelos Estados Unidos ao país governado por Nicolás Maduro.

A declaração foi dada após Eliott Abrams, enviado especial da Casa Branca, declarar que Washington está tomando medidas para convencer os chineses a desistir da cooperação com a Venezuela, baseada majoritariamente na importação de petróleo.

Ao rebater o estadunidense, o porta-voz chinês fez questão de ressaltar que a China oferecerá apoio irrestrito à soberania venezuelana e à legitimidade do governo de Maduro, informa o Brasil de Fato.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247