China manda Apple e Google derrubarem aplicativo do Skype

Autoridades chinesas têm aumentado o cerco a aplicativos de conversa que não podem ser monitorados; Apple e Google foram forçadas à retirar o Skype de suas lojas de aplicativos móveis na China, aumentando a lista de aplicativos banidos por Pequim; "Nós fomos notificados pelo Ministério da Segurança Pública que uma série de aplicativos VoIP não cumprem a lei local, portanto, esses aplicativos foram removidos da App Store na China", afirmou a Apple em comunicado, observando que o aplicativo ainda permanece disponível em todos os outros países

iPhone X configurando recohecimento facial durante apresentação para mídia em Pequim, China 31/10/2017 REUTERS/Thomas Peter
iPhone X configurando recohecimento facial durante apresentação para mídia em Pequim, China 31/10/2017 REUTERS/Thomas Peter (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Sputnik Brasil

Apple e Google foram forçadas à retirar o Skype de suas lojas de aplicativos móveis na China, aumentando a lista de aplicativos banidos por Pequim.
"Nós fomos notificados pelo Ministério da Segurança Pública que uma série de aplicativos VoIP não cumprem a lei local, portanto, esses aplicativos foram removidos da App Store na China", afirmou a Apple em comunicado, observando que o aplicativo ainda permanece disponível em todos os outros países.

De acordo o The New York Times, o Skype também foi removido da loja chinesa de aplicativos do Android — divisão responsável pelo sistema operacional de celulares operada pelo Google.

A Microsoft, companhia responsável pelo Skype, classificou o episódio como "temporário" e afirma estar trabalhando para trazer o aplicativo de volta "o mais rápido possível".

Não foi divulgado exatamente quais leis o Skype viola. A mídia especula que a verdadeira razão por trás da proibição foi a repressão contra meios de comunicação que não podem ser interceptados pelas autoridades chinesas.

A remoção do Skype é a mais recente em uma série de proibições de aplicativos de mensagens de internet e programas de TV estrangeiros que ocorreram na China nos últimos meses, de acordo com o The New York Times.

Em julho, a Apple foi criticada depois de ter removido 60 aplicativos diferentes que permitiam a configuração de uma rede privada virtual (VPN) — ferramenta essencial para evitar o aparato de vigilância e controle da internet no país asiático, conhecido como "Escudo Dourado" ou "O Grande Firewall da China",

No começo desta semana, a Apple afirmou que, ao todo, removeu 674 aplicativos de VPN.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247