China nunca procurará hegemonia, diz livro branco da Defesa

A China nunca procurará hegemonia, expansão ou esferas de influência, aponta um livro branco divulgado pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado na quarta-feira (24)

(Foto: Xinhua)

Xinhua - A China nunca procurará hegemonia, expansão ou esferas de influência, aponta um livro branco divulgado pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado na quarta-feira (24).

O documento intitulado "Defesa Nacional da China na Nova Era" descreve esse comportamento como a característica distintiva da defesa nacional da China.

A nação chinesa sempre amou a paz, destaca o texto, acrescentando que a República Popular da China nunca iniciou nenhuma guerra ou conflito desde a sua fundação há 70 anos.

Desde a introdução da reforma e abertura, a China vem se comprometendo em promover a paz mundial, e reduziu voluntariamente o Exército de Libertação Popular em mais de 4 milhões de efetivos, acrescenta o livro branco.

A China cresceu para se tornar a segunda maior economia do mundo sem receber esmolas de outros nem se envolver em expansão militar ou exploração colonial. Ao contrário, o país tem se desenvolvido pelo trabalho duro do seu povo e pelos esforços para manter a paz, lembra o documento.

O país defende parcerias em vez de alianças e não toma parte em nenhum bloco militar, exalta o texto, acrescentando que a China se opõe à agressão e expansão, e é contra o uso arbitrário de armas ou ameaça de utilização.

O desenvolvimento da defesa nacional da China visa satisfazer as suas necessidades justas de segurança e contribuir com o crescimento das forças pacíficas do mundo.

A história prova e continuará provando que a China nunca seguirá o caminho traçado por grandes potências de buscar hegemonia. Não importa o quanto possa se desenvolver, a China nunca ameaçará nenhum país nem procurará nenhuma esfera de influência, enfatiza o livro branco.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247