China pede neutralização de ações que desestabilizam a ordem social

Comissão do PCCh reconhece exageros nas medidas restritivas à covid e ao mesmo tempo pede que cessem as manifestações

www.brasil247.com -
(Foto: Thomas Peter/Reuters/Ag.Brasil)


247 - O Partido Comunista da China (PCCh) exortou as instituições políticas e jurídicas do país a neutralizar as infiltrações e sabotagens por forças hostis e qualquer ação que afete a ordem social, informou nesta quarta-feira (30) a imprensa local, informa a agência Prensa Latina. 

Segundo os principais meios de comunicação, a comissão de Assuntos Políticos e Jurídicos do Partido Comunista da China pediu a pronta resolução dos conflitos, disputas e dificuldades práticas enfrentadas pela população.

Mas, ao mesmo tempo, exigiu proteger a estabilidade social e a segurança nacional, anular atos considerados ilegais ou criminosos, evitar riscos potenciais e fortalecer a aplicação da lei.

A convocação dessa comissão do PCCh seguiu-se a protestos sem precedentes no fim de semana em pelo menos oito cidades chinesas e em Hong Kong contra a persistência de práticas polêmicas durante o combate aos surtos de covid-19.

Neste contexto, as autoridades de saúde criticaram e exigiram que os governos locais cessem arbitrariedades como os confinamentos prolongados e demasiadas restrições de mobilidade, por causarem desconforto na sociedade. Essas ações estão ligadas a um recente incêndio que causou a morte de várias pessoas. 

Cheng Youquan, da Administração de Controle e Prevenção de Doenças, esclareceu na terça-feira que algumas regiões recorreram a tais políticas sem obter permissão, reconhecendo o impacto negativo na vida e no trabalho das pessoas, bem como os transtornos que causavam ansiedade.

Da mesma forma, informou sobre o envio de supervisores para corrigir medidas controversas e responder a problemas dos cidadãos.

Ficar em casa não significa proibição de sair em caso de emergências médicas ou evacuação e resgate em caso de tragédias. 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247