China pode deter norte-americanos em retaliação por processos judiciais contra chineses nos EUA

Segundo reportagem do Wall Street Journal, Pequim advertiu Washington que pode deter norte-americanos na China em resposta a acusações do Departamento de Justiça contra acadêmicos chineses nos EUA

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - De acordo com a mídia norte-americana, Pequim pode prender cidadãos norte-americanos em meio a uma onda de repressão contra acadêmicos chineses nos EUA, acusados de espionagem.

Pequim advertiu Washington que pode deter norte-americanos na China em resposta a acusações do Departamento de Justiça contra acadêmicos chineses nos EUA, noticiou no sábado (18) o jornal Wall Street Journal.

Citando fontes anônimas, a mídia afirma que a China advertiu os EUA que deviam parar de processar cidadãos chineses, caso contrário os norte-americanos no país asiático poderiam sofrer consequências.

Em julho, o Departamento de Justiça do país disse que o Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) dos EUA prendeu três cidadãos chineses por supostamente ocultarem sua filiação no Exército de Libertação Popular (ELP) da China ao solicitarem vistos para conduzir pesquisas em instituições acadêmicas norte-americanas. Pequim teria começado a emitir o aviso depois deste caso.

Em setembro, Washington ordenou a revogação de 1.000 vistos a cidadãos da China, considerando que representariam risco de segurança, o que Pequim chamou de violação de direitos humanos.

O Departamento de Estado dos EUA, por sua vez, pediu a Pequim que deixasse de impedir a saída da China de certos cidadãos estrangeiros, incluindo norte-americanos.

Sob a administração Trump, Washington tem acusado Pequim de práticas comerciais injustas e espionagem tecnológica, iniciando uma guerra comercial entre os dois países em 2018, ao que a China respondeu com introdução de suas próprias tarifas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email