China pressiona EUA a anular tarifas sobre aço e alumínio

"Esperamos que os EUA anulem as medidas adotadas o mais rápido possível, pois estas contradizem as normas da Organização Mundial do Comércio (OMC)", alegou o Ministério do Comércio da China

China EUA
China EUA (Foto: Leonardo Attuch, attuch)

Da Agência Sputinik – Pequim espera que os Washington anule as novas tarifas sobre o aço e o alumínio, informou o Ministério do Comércio da China.

"Esperamos que os EUA anulem as medidas adotadas o mais rápido possível, pois estas contradizem as normas da Organização Mundial do Comércio (OMC)", alegou o orgão em comunicado divulgado nesta segunda-feira.

O cancelamento de tarifas, acrescenta o texto, ajudará a restaurar o comércio de certas mercadorias entre a China e os EUA.

Em 1º de abril, Pequim anunciou que imporá novas tarifas a 128 produtos americanos a partir de 2 de abril como medida em resposta às tarifas estabelecidas por Washington para o aço e o alumínio chinês.

O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou em 8 de março um regulamento que impõe tarifas de 25% sobre as importações de aço e de 10% sobre o alumínio, para "proteger a segurança nacional" de seu país.

Mais tarde, em 22 de março, ele emitiu um memorando sobre o combate contra a "agressão econômica da China", que permitirá a imposição de novas tarifas aos importados da chineses.

Trump estimou que as medidas comerciais do seu governo contra a China podem render cerca de 60 bilhões de dólares.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247