China publica Programa Nacional de Ação de Direitos Humanos 2021-2025

O governo chinês divulgou na semana passada o Programa Nacional de Ação de Direitos Humanos 2021-2025

(Foto: Mídia chinesa)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Gabinete de Imprensa do Conselho de Estado da China divulgou na semana passada o Programa Nacional de Ação de Direitos Humanos 2021-2025, no qual são definidas cerca de 200 metas e missões detalhadas para respeitar, proteger e promover os direitos humanos nos próximos cinco anos, informa a Rádio Internacional da China. 

Elaborado pelo Gabinete de Imprensa do Conselho de Estado e pelo Ministério das Relações Exteriores, o documento aponta que a construção integral de uma nação socialista moderna é o novo ponto de partida da causa de direitos humanos do país. Com base nisso, as missões dos próximos cinco anos incluem principalmente os seguintes conteúdos. 

Primeiro, consolidar os resultados da erradicação da pobreza, promover o desenvolvimento das zonas rurais, melhorar o sistema de garantia social, impulsionar a educação e a cultura e buscar a prosperidade comum. 

PUBLICIDADE

Segundo, ampliar a participação democrática, melhorar os sistemas de garantia dos direitos, informações e bens individuais, além de respeitar e garantir verdadeiramente os direitos civis e políticos. 

Terceiro, aplicar a estratégia de desenvolvimento sustentável e construir o sistema da civilização ecológica. 

PUBLICIDADE

Quarto, participar ativamente dos assuntos de direitos humanos na arena internacional.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email