China reafirma aliança com a Rússia e condena sanções econômicas do Ocidente contra Moscou

Chanceler Wang Yi também afirmou que países ocidentais devem tratar com seriedade as demandas russas por segurança

www.brasil247.com - Os chanceleres de Rússia e China, Lavrov e Wang Yi
Os chanceleres de Rússia e China, Lavrov e Wang Yi (Foto: Xinhua)


Do site RT – A China disse no sábado que as sanções ocidentais impostas à Rússia por sua operação militar na Ucrânia não resolverão a crise. Muitos países impuseram restrições abrangentes a Moscou, atingindo seus bancos, comércio e maior companhia aérea, entre outras coisas. O ministro das Relações Exteriores Wang Yi fez seus comentários durante um telefonema com sua contraparte alemã, Annalena Baerbock.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores da China, Wang disse que “a China não apóia o uso de sanções para resolver problemas e, mais ainda, se opõe a sanções unilaterais que não têm base no direito internacional”.

“Está provado há muito tempo que as sanções não apenas não resolvem problemas [existentes], mas criam novos, resultando em efeitos ‘perde-perde’ na economia e interferindo no processo de solução política”, acrescentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro disse que a China se opõe tanto ao uso da força quanto às sanções contra a Ucrânia. Ele argumentou que as “legítimas demandas de segurança” da Rússia sobre a expansão da OTAN para o leste “devem ser abordadas adequadamente”. Moscou disse que busca garantias juridicamente vinculativas de que a Otan nunca aceitará a Ucrânia como Estado-membro e retirará suas tropas da Europa Oriental – exigências que o bloco liderado pelos EUA rejeita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email