China rebate críticas 'perigosas' de Mike Pompeo

A China voltou a rebater, por meio do porta-voz de sua Chancelaria, os ataques do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, à força política dirigente do país, o Partido Comunista

(Foto: REUTERS/Yuri Gripas)

247 -  O Ministério das Relações Exteriores da China rebateu nesta sexta-feira (8) as críticas do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, argumentando que os ataques do norte-americano ao Partido Comunista da China são “extremamente perigosos” e expõem as “intenções assustadoras” de Pompeo.

Em outubro, o secretário intensificou a retórica dos Estados Unidos contra o Partido Comunista, dizendo que a China estava focada no domínio internacional e precisava ser confrontada. À época, a China chamou a declaração de “ataque cruel”, informa a Reuters

A China tem sido insistentemente alvo de Pompeo, seja com seus comentários sobre a Iniciativa do Cinturão e Rota, seja com alegações de abusos chineses dos direitos humanos na região de Xinjiang e em outras áreas.

Em seu discurso matinal, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, disse que os ataques de Pompeo ao sistema político da China e a caracterização do país oriental como ameaça são “repletas de preconceito ideológico” aos quais a China se opõe veementemente.

“Tentativas de separar o povo chinês e o Partido Comunista da China são uma provocação contra todo o povo chinês e estão fadadas a falhar”, disse Geng.

“Deve ser destacado que os comentários de Pompeo são extremamente perigosos e gravemente inconsistentes com seu cargo de secretário de Estado”, acrescentou.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247