China: Relações com a Rússia são base para a segurança global

"[As relações China-Rússia] são uma base para a segurança global (…). Estas relações se desenvolvem de forma dinâmica", disse Wang Yi, ministro das Relações Exteriores da China, em discurso na Conferência de Segurança de Munique nesta sexta-feira 17

"[As relações China-Rússia] são uma base para a segurança global (…). Estas relações se desenvolvem de forma dinâmica", disse Wang Yi, ministro das Relações Exteriores da China, em discurso na Conferência de Segurança de Munique nesta sexta-feira 17
"[As relações China-Rússia] são uma base para a segurança global (…). Estas relações se desenvolvem de forma dinâmica", disse Wang Yi, ministro das Relações Exteriores da China, em discurso na Conferência de Segurança de Munique nesta sexta-feira 17 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, afirmou nesta sexta-feira (17), em discurso na Conferência de Segurança de Munique, que as relações de seu país com a Rússia servem de base para a segurança global.

"[As relações China-Rússia] são uma base para a segurança global (…). Estas relações se desenvolvem de forma dinâmica", disse Wang Yi.

O chanceler disse ainda que a China está disposta a cooperar com os Estados Unidos, mantendo os princípios da “não-confrontação” e da “não-conflitividade”.

Além disso, Yi defendeu a necessidade de quebrar o “círculo vicioso” das sanções contra Pyongyang e dos testes nucleares da Coreia do Norte.

"Vimos testes nucleares e, depois, sanções, sanções e testes nucleares; é um círculo vicioso que deve ser quebrado", disse o ministro chinês.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247