China restringirá vistos para estadunidenses que intervenham nos assuntos de Hong Kong

Na semana passada, Washington impôs restrições às autoridades chinesas por "minar a autonomia do território". Agora a China anuncia restrições de visto contra cidadãos americanos que interfiram nos assuntos de Hong Kong

Zhao Lijian, porta-voz da Chancelaria chinesa
Zhao Lijian, porta-voz da Chancelaria chinesa (Foto: Diário do Povo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse nesta segunda-feira (29) que a China restringirá a concessão de vistos para cidadãos dos Estados Unidos que interferirem nos assuntos internos de Hong Kong. 

Zhao Lijian observou que a China pede aos EUA para parar de se intrometer nos seus assuntos e alertou que Pequim reagirá com contramedidas vigorosas se Washington continuar com essa prática. 

Na sexta-feira (27), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou a introdução de restrições à concessão de vistos para membros do Partido Comunista Chinês "que se acredita serem responsáveis ​​ou cúmplices em minar o alto grau de autonomia dos Hong Kong ou que violem direitos humanos e liberdades fundamentais" na Região, que tem status autônomo especial mas pertence à China, informa Rússia Today.

No mesmo dia, o Wall Street Journal informou que, de acordo com Pequim, os EUA "se intrometem" nos assuntos de Hong Kong e Taiwan, o que poderia comprometer a aquisição de produtos norte-americanos na Fase Um do acordo comercial entre os dois países.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247