CIA acusa Huawei de ser financiada por autoridades governamentais chinesas

A Agência Central de Inteligência dos EUA acusou a gigante de tecnologia chinesa de ser patrocinada por autoridades do país, informou o jornal The New York Times; a CIA acredita que Huawei seja financiada pelo Exército de Libertação do Povo Chinês, pela Comissão de Segurança Nacional e por uma terceira filial da rede de inteligência estatal chinesa

CIA acusa Huawei de ser financiada por autoridades governamentais chinesas
CIA acusa Huawei de ser financiada por autoridades governamentais chinesas (Foto: Reuters)

Agência Sputnik - A Agência Central de Inteligência dos EUA acusou a gigante de tecnologia chinesa de ser patrocinada por autoridades do país, informou o jornal The New York Times neste sábado.

A agência de inteligência norte-americana acredita que Huawei seja financiada pelo Exército de Libertação do Povo Chinês, pela Comissão de Segurança Nacional e por uma terceira filial da rede de inteligência estatal chinesa, informou o Times.

O jornal também disse, citando uma fonte de inteligência dos EUA, que o Ministério de Segurança do Estado da China endossou o patrocínio estatal da companhia.

O relatório foi divulgado no início do mês passado. Na ocasião, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, alertou que Washington pode abandonar a cooperação com alguns "parceiros estratégicos importantes" que usam os sistemas da Huawei, que além de celulares é a líder em desenvolvimento de estruturas de redes 5G no mundo.

Acusações de ligação entre a Huawei e o governo chinês circulam desde o ano passado. Autoridades suspeitam que a empresa não só agia segundo os interesses de Pequim, como também chegou a espionar outros países para a China. Austrália, Japão, Nova Zelândia e Estados Unidos proibiram a gigante de telecomunicações de participar de licitações, alegando questões de segurança. Vários outros países disseram que também estavam preocupados com as atividades da Huawei.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247