Ciclone Idai na África já matou mais de 600

O balanço da passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbábue e Malauí, no sudeste da África, já contabiliza mais de 600 mortos; de acordo com os últimos números fornecidos pelos governos locais, há ao menos 608 vítimas confirmadas, sendo 293 em Moçambique, 259 no Zimbábue e 56 no Malauí

Ciclone Idai na África já matou mais de 600
Ciclone Idai na África já matou mais de 600
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Ansa - O balanço da passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbábue e Malauí, no sudeste da África, já contabiliza mais de 600 mortos.

De acordo com os últimos números fornecidos pelos governos locais, há ao menos 608 vítimas confirmadas, sendo 293 em Moçambique, 259 no Zimbábue e 56 no Malauí. A quantidade de mortos, no entanto, pode passar de mil, já que centenas de pessoas estão desaparecidas, especialmente moçambicanos.

A cidade mais atingida, Beira, na costa de Moçambique, abriga campos de desabrigados superlotados e enfrenta problemas de comunicação. "A cada dia descobrimos que a destruição deixada pelo ciclone Idai é pior do que imaginávamos", disse o chefe da delegação da Cruz Vermelha no município, Hicham Mandoudi.

O governo de Moçambique pediu ajuda da comunidade internacional e das agências das Nações Unidas (ONU).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247