Com quase 8 milhões de casos, América Latina continua sendo o epicentro da pandemia

A Organização Mundial de Saúde confirmou que cinco dos 10 países mais afetados pela pandemia de Covid-19 são latino-americanos

(Foto: Ag. Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou que as infecções por Covid-19 aumentaram 5% em todo o mundo durante a semana passada, enquanto as mortes diminuíram 2%. Segundo informações da agência de saúde da ONU, a América Latina continua sendo a região mais afetada pela pandemia.

Dados oficiais da OMS indicam que já existem 27.236.916 casos confirmados de coronavírus e 891.031 mortes em todo o mundo, mas as tendências permanecem instáveis ​​na maioria dos países.

No continente americano, os casos acumulados somam 14.193.356, mas se considerada apenas a América Latina, verifica-se que são 7.838.487, bem acima dos 4,8 milhões registrados no Sudeste Asiático, os 4,5 milhões na Europa, pouco mais de um milhão na África e meio milhão no Pacífico Ocidental.

Entre os 10 países com os indicadores mais negativos da pandemia, cinco são latino-americanos: Brasil, Peru, Colômbia, México e Argentina, informa a RT.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, exortou os países a investirem na saúde pública, pois o mundo deve estar mais bem preparado para a próxima pandemia.

“Esta não será a última pandemia”, alertou o chefe da OMS. "A história nos ensina que surtos e pandemias são uma realidade. Mas quando a próxima pandemia chegar, o mundo deve estar preparado, mais preparado do que agora."

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247