Com tropas em alerta, Ucrânia vê chance de guerra

País avisou a Rússia de que qualquer intervenção militar na região da Crimeia poderá levar a uma guerra; "A intervenção militar seria o começo da guerra e o fim de qualquer relação entre a Ucrânia e a Rússia", disse o primeiro-ministro, Arseny Yatseniuk, por telefone ao premiê russo, Dmitry Medvedev

País avisou a Rússia de que qualquer intervenção militar na região da Crimeia poderá levar a uma guerra; "A intervenção militar seria o começo da guerra e o fim de qualquer relação entre a Ucrânia e a Rússia", disse o primeiro-ministro, Arseny Yatseniuk, por telefone ao premiê russo, Dmitry Medvedev
País avisou a Rússia de que qualquer intervenção militar na região da Crimeia poderá levar a uma guerra; "A intervenção militar seria o começo da guerra e o fim de qualquer relação entre a Ucrânia e a Rússia", disse o primeiro-ministro, Arseny Yatseniuk, por telefone ao premiê russo, Dmitry Medvedev (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A Ucrânia colocou suas Forças Armadas em alerta de combate completo neste sábado e avisou a Rússia de que qualquer intervenção militar no país poderá levar a uma guerra.

Após uma reunião de mais de três horas com chefes de segurança e defesa, o presidente interino do país, Oleksander Turchinov, disse que não há justificativa para o que chamou de agressão russa contra o seu país.

De pé ao lado de Turchinov, o primeiro-ministro, Arseny Yatseniuk, disse que pediu à Rússia que recuasse suas tropas para a base na região da Crimeia durante uma conversa por telefone com o premiê russo, Dmitry Medvedev, e pediu negociações.

"A intervenção militar seria o começo da guerra e o fim de qualquer relação entre a Ucrânia e a Rússia", disse Yatseniuk a repórteres.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email