Comandante iraniano diz que ataque com mísseis foi início de uma série

Amirali Hajizadeh, chefe da Força Aérea, disse que os ataques com mísseis a alvos norte-americanos no Iraque não visavam à morte de soldados dos Estados Unidos, mas sim danificar a “máquina militar” de Washington

Imagem de satélite mostra danos em base área que abriga tropas dos EUA no Iraque 08/01/2020 Planet/Divulgação via REUTERS
Imagem de satélite mostra danos em base área que abriga tropas dos EUA no Iraque 08/01/2020 Planet/Divulgação via REUTERS (Foto: Planet/Divulgação via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Um comandante da Guarda Revolucionária do Irã disse que os ataques com mísseis a alvos norte-americanos no Iraque não visavam à morte de soldados dos Estados Unidos, mas sim danificar a “máquina militar” de Washington, acrescentando que foram o início de uma série de ataques pela região, informou a TV estatal.

Amirali Hajizadeh, chefe da Força Aérea, também afirmou que a “vingança apropriada” pelo assassinato do general Qassam Soleimani seria expulsar as forças norte-americanas do Oriente Médio, segundo a TV estatal.

Hajizadeh acrescentou que o Irã tem centenas de mísseis prontos e que, quando Teerã realizou os disparos na quarta-feira, utilizou “ataques cibernéticos para desativar os sistemas de navegação de aviões e drones (norte-americanos)”.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247