Começa Assembleia Mundial da Saúde, de olho em futuras pandemias

A Organização Mundial da Saúde (OMS) realiza nesta segunda-feira sua 73ª Assembleia por videoconferência, focada em um projeto de resolução que fortalecerá os preparativos para futuras pandemias

Sede da OMS
Sede da OMS (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Assembleia Mundial de Saúde se realiza nesta segunda-feira (9), organizada pela Organização Mundial de Saúde. 

Entre as mensagens que nortearão o encontro, que vai até o dia 14, estão as soluções para a Covid-19 por meio da ciência e da cooperação internacional, e a necessidade de não retroceder nas metas de saúde traçadas antes da chegada do novo coronavírus, informa a Prensa Latina.

Durante os dias da Assembleia realizam-se dois tipos de reuniões com finalidades distintas, sendo a primeira delas as sessões das comissões encarregadas de debater questões técnicas e de saúde, financeiras e de gestão e a aprovação dos textos das deliberações, que em seguida, são submetidos ao plenário.

Por outro lado, as comissões plenárias reúnem todos os delegados para ouvir os relatórios e aprovar as resoluções transmitidas pelas comissões.

O diretor-geral da OMS e os ministros da área de cada Estado membro também falam na sessão plenária.

Além disso, são organizadas sessões de informação técnica separadas sobre determinados temas de saúde pública, com o objetivo de apresentar os últimos avanços em diferentes temas, servir como um fórum de debate e facilitar a troca de experiências.

Todos os anos, altos funcionários de saúde da OMS viajam para Genebra, na Suíça, para participar da Assembleia Mundial, mas em 2020 a Covid-19 impôs a reunião virtualmente.

No entanto, como em todas as ocasiões anteriores, o trabalho da Organização Mundial da Saúde será revisto e novas metas e tarefas serão definidas para o futuro.

Durante a primeira sessão virtual da 73ª Assembleia Mundial, realizada em maio passado, os Estados membros da OMS adotaram uma série de resoluções para promover a saúde pública global.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247