Comércio exterior chinês cresce, apesar das restrições dos EUA

Apesar das restrições dos Estados Unidos, o comércio exterior da China tem crescido e manterá um aumento estável em 2019; é o setor com maior potencial de crescimento em meio a desafios externos, de acordo com um relatório de comércio exterior divulgado pelo Ministério do Comércio

Comércio exterior chinês cresce, apesar das restrições dos EUA
Comércio exterior chinês cresce, apesar das restrições dos EUA

247, com China Daily - O comércio exterior da China deve ter um crescimento estável em 2019. É o setor com maior potencial de crescimento em meio a desafios externos, de acordo com um relatório de comércio exterior divulgado pelo Ministério do Comércio.

O comércio exterior da China poderá manter um crescimento estável e sua qualidade será melhor com base nos sólidos fundamentos econômicos, maior abertura e apoio político, diz o relatório.

O desenvolvimento de alta qualidade da economia chinesa estabeleceu uma base sólida para seu comércio exterior, com um maior consumo interno que deverá injetar um novo impulso no crescimento das importações.

O consumo contribuiu com 78% do crescimento econômico do país nos três primeiros trimestres do ano, e um grupo de consumidores de renda média de 400 milhões de pessoas está exigindo mais bens e serviços importados de alta qualidade, mostrou o relatório.

Em termos de abertura, a China assinou acordos de cooperação com mais de 130 países e organizações internacionais para a construção conjunta da iniciativa Um Cinturão, uma Rota e selou 17 acordos de livre comércio com 25 países e regiões.

A primeira Exposição Internacional de Importações e Exportações da China, realizada em Xangai em novembro deste ano, atraiu mais de 3.600 empresas, com a participação de mais de 172 países, regiões e organizações internacionais, um passo importante na abertura do mercado chinês.

Condições favoráveis ​​para o setor comercial da China também incluem uma série de medidas sobre facilitação do comércio e incentivos fiscais para empresas de comércio interno, de acordo com o relatório.

O comércio de bens da China aumentou 11,1% em termos anuais, para 27,88 trilhões de yuans (US$4 trilhões) nos primeiros 11 meses deste ano, valor superior ao total do comércio exterior registrado no ano passado, informou a Administração Geral das Alfândegas no início deste mês.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247