Comunidade acadêmica faz ato em defesa da democracia na Espanha

Diante de sua fachada histórica, residentes, estudantes e investigadores da Universidade de Salamanca, uma das instituições que mais acolhem estudantes e investigadores brasileiros na Europa, se uniram às massivas mobilizações ao redor do mundo contra o grave processo de ruptura da legalidade atualmente em curso no Brasil

Diante de sua fachada histórica, residentes, estudantes e investigadores da Universidade de Salamanca, uma das instituições que mais acolhem estudantes e investigadores brasileiros na Europa, se uniram às massivas mobilizações ao redor do mundo contra o grave processo de ruptura da legalidade atualmente em curso no Brasil
Diante de sua fachada histórica, residentes, estudantes e investigadores da Universidade de Salamanca, uma das instituições que mais acolhem estudantes e investigadores brasileiros na Europa, se uniram às massivas mobilizações ao redor do mundo contra o grave processo de ruptura da legalidade atualmente em curso no Brasil (Foto: Gisele Federicce)

Sylvia Brito, de Salamanca, Espanha, para o 247

Poucos locais do mundo possuem uma universidade com 800 anos de história. Assim é a Universidade de Salamanca, uma das instituições que mais acolhem estudantes e investigadores brasileiros na Europa. Na última sexta-feira 8, diante de sua fachada histórica, residentes, estudantes e investigadores, se uniram às massivas mobilizações ao redor do mundo contra o grave processo de ruptura da legalidade atualmente em curso no Brasil.

No ato, que também contou com o apoio de diversos acadêmicos, houve a leitura de um manifesto divulgado pelos participantes. Segundo José Manuel Santos Pérez, professor de História do Brasil da Universidade de Salamanca, a comunidade internacional assiste com muita preocupação os últimos acontecimentos no Brasil, pois notadamente está sendo colocando em prática um processo de impeachment artificial e de base jurídica duvidosa.

"O resultado político, se esse processo prosperar, irá deixar todos os cargos políticos em uma situação de falta de legitimidade e de profunda debilidade. Defendemos a constituição e a democracia e exigimos a aplicação independente e equilibrada da justiça", reforça o também diretor Revista de Estudios Brasileños.

Em Salamanca, cidade que possui o pioneiro Centro de Estudos Brasileiros, serão realizados nos próximos dias nas Faculdades de História e Direito, conferências e colóquios sobre o processo em curso no sentido de alertar e defender a legalidade das instituições democráticas no Brasil.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247