Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA critica presença dos sistemas antimísseis S-400 russos na Turquia

O conselheiro da Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, em uma conversa telefônica com o porta-voz da presidência turca, Ibrahim Kalin, afirmou que a aquisição turca do sistema de defesa antiaérea russo S-400 prejudica a eficácia da Otan - Organização do Tratado do Atlântico Norte

Sistema S-400 russo
Sistema S-400 russo (Foto: Sputnik / Sergei Malgavko)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O conselheiro "comunicou a intenção da administração Biden de fortalecer a segurança transatlântica através da Otan, expressando sua preocupação por a aquisição pela Turquia do sistema russo de mísseis terra-ar S-400 prejudicar a coesão e a eficácia da aliança", afirmou a Casa Branca.

Após a Turquia comprar o sistema russo, os EUA proibiram o país de adquirir os caças norte-americanos F-35 de quinta geração e impuseram sanções ao país através da chamada Lei de Combate aos Adversários da América Através de Sanções (CAATSA, na sigla em inglês).

As restrições foram direcionadas a quatro altos funcionários da SSB (Presidência da Indústria de Defesa), incluindo o seu presidente, Ismail Demir.

Anteriormente, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, prometeu analisar o impacto das sanções existentes e determinar "se pode fazer algo mais".

A Turquia firmou um contrato com a Rússia em dezembro de 2017 para adquirir diversos sistemas S-400.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email