Contra Bolsonaro, 340 entidades pedem suspensão de negociação UE-Mercosul

Numa carta enviada ao presidente das principais instituições da Europa, mais de 340 ongs e entidades que representam a sociedade civil pedem que a UE não feche um acordo comercial com o Mercosul e que o processo negociar seja imediatamente suspenso

O Mal de Bolsonaro
O Mal de Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 - Numa carta enviada ao presidente das principais instituições da Europa, mais de 340 ongs e entidades que representam a sociedade civil pedem que a UE não feche um acordo comercial com o Mercosul e que o processo negociar seja imediatamente suspenso. A informação é do jornalista  Jamil Chade, em sua coluna no portal UOL. 

Depois de 20 anos de negociação, o processo está perto de um entendimento e poderia ser anunciado até o final de junho. O Brasil já acenou com a abertura de certos mercados para produtos europeus e aguarda, agora, uma retribuição de Bruxelas no setor agrícola.

Mas as políticas ambientais do governo brasileiro e seus gestos em direitos humanos estão criando resistência por parte de entidades.

"Nós, as organizações da sociedade civil abaixo assinadas, vimos por meio desta carta pedir à União Europeia que use sua influência para evitar o agravamento da situação ambiental e dos direitos humanos no Brasil", afirmam.

O jornalista ainda informa que o grupo conta com entidades como FIAN International, GRAIN, Greenpeace, World Organisation Against Torture, Climate Alliance, Via Campesina, Friends of the Earth, Slow Food Europe, ActionAid France, Emmaüs International, Les Amis du Monde Diplomatique, Save Our Seeds (Alemanha), Pro Natura (Suíça) e entidades da Espanha, Portugal, Bélgica, Dinamarca e Suécia. Também apoiaram a iniciativa sindicatos e entidades sul-americanas.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247