Coronavírus: Portugal aprova medida para libertar 15% dos presos

Autores de crimes graves e políticos condenados por corrupção não serão beneficiados

A ministra da Justiça de Portugal, Francisca Van Dunem
A ministra da Justiça de Portugal, Francisca Van Dunem (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fórum - O Parlamento de Portugal aprovou nesta quarta-feira (8) uma legislação que permitirá ao governo perdoar as penas e libertar entre 1.700 e 2.000 presos para evitar surtos de coronavírus nas unidades de prisionais do país. A medida pode beneficiar mais de 15% da população carcerária portuguesa, que é de 12.729 pessoas.

Não serão beneficiados os condenados por crimes graves e hediondos, como homicídio, violência doméstica, crimes sexuais e corrupção. Políticos e titulares de cargos públicos condenados por crimes cometidos no exercício de suas funções também não podem ser libertados.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email