Crise em Taiwan: Pequim rejeita telefonemas de chefe do Pentágono

O "vácuo" ocorre em meio a exercícios militares sem precedentes conduzidos pelo Exército de Libertação Popular nas redondezas da ilha

www.brasil247.com - Lloyd Austin
Lloyd Austin (Foto: Reuters)


Leonardo Sobreira, de Guangzhou (247) - Enfurecida com a visita de Nancy Pelosi a Taiwan, Pequim não atendeu a telefonemas do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, e do chefe do Estado-Maior Conjunto americano, general Mark Milley, informa o site Politico. As tentativas foram múltiplas. 

O "vácuo" ocorre em meio a exercícios militares sem precedentes conduzidos pelo Exército de Libertação Popular nas redondezas de Taiwan, lançados após a visita da presidente da Câmara dos Representantes para encontros com a presidente da região, Tsai Ing-wen, e lideranças locais.

Em resposta à visita da democrata, o Ministério das Relações Exteriores chinês também cessou alguns diálogos oficiais com comandantes do alto escalão americano. As medidas não se aplicam a Austin e Milley. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pequim sustenta que, ao intensificar contatos oficiais com Taipei, Pelosi violou a política de Uma Só China, ratificada pelos próprios Estados Unidos em três Comunicados Conjuntos adotados em 1972, 1978 e 1982, assim como pela Assembleia Geral da ONU na Resolução 2758, adotada em 1971. A política de Uma Só China estabelece que a República Popular da China é o único governo legal da China. Os Estados Unidos mantêm laços não-oficiais com Taipei, incluindo vendas de armas para a defesa da ilha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email