Cristina Kirchner denuncia manipulação eleitoral e relança campanha ao Senado

"Nós descobrimos modificações, falsificações em telegramas, mesas fraudadas, presidentes de mesa que eram simpatizantes do governo", disse Cristina Kirchner para uma multidão entusiasmada no Athletic Club da cidade de La Plata, capital da província pela qual a ex-mandatária é candidata ao Senado nas eleições de outubro; a candidata de oposição ao governo de Maurício Macri quer auditoria nas urnas eletrônicas argentinas

Cristina Kirchner
Cristina Kirchner (Foto: Charles Nisz)

Sputinik News - A candidata da Unidade Cidadã acrescentou que "em outubro reiteraremos todos os pedidos que fizemos ao sistema de justiça eleitoral e que não foram concedidos [por exemplo a] auditoria do software ao qual os dados são inseridos, porque agora percebo porque eles queriam tanto a votação eletrônica".

Kirchner obteve 3.229.194 votos, enquanto o candidato da aliança governante Cambiemos, Esteban Bullrich, obteve 3.208.870 votos, uma diferença de 20.324 votos, de acordo com a contagem final que só apareceu na terça-feira.

"O principal momento hoje é mostrar um registro de escrutínio definitivo, porque é a primeira vez na história que aquele que ganha no escrutínio provisório não ganhou no escrutínio final […]. Também é um sinal dos tempos na Argentina, o triunfo da verdade sobre mentiras e manipulação", afirmou a candidata, mostrando o documento.

O escrutínio final em Buenos Aires, o distrito mais importante e populoso do país, teve um atraso sem precedentes, já que as eleições primárias, abertas, simultâneas e obrigatórias foram realizadas no domingo 13.

"Após 17 dias, os argentinos conheceram o resultado da ODEP: ganhou a Unidade Cidadã e perdeu o governo, que colocou esta eleição como um plebiscito para o ajuste econômico e social", afirmou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Terremoto atinge o estado da Califórnia, nos Estados Unidos.
Mundo

Terremoto sacode a Califórnia

Um terremoto de magnitude 4,4 atingiu nesta terça-feira (16) a região da baía de São Francisco, no estado norte-americano da Califórnia; até o momento, não há relatos de danos ou feridos

Ao vivo na TV 247 Youtube 247