Cuba adverte que EUA não têm autoridade moral sobre direitos humanos

Os Estados Unidos não têm autoridade moral para falar sobre Cuba em matéria de direitos humanos, advertiu nesta segunda-feira (10) o chanceler cubano, Bruno Rodríguez (foto)

Cuba adverte que EUA não têm autoridade moral sobre direitos humanos
Cuba adverte que EUA não têm autoridade moral sobre direitos humanos (Foto: Alejandro Ernesto)

247, com Prensa Latina - Os Estados Unidos não têm autoridade moral para falar sobre Cuba em matéria de direitos humanos, advertiu nesta segunda-feira (10) o chanceler cubano, Bruno Rodríguez (foto).

O ministro cubano das Relações Exteriores reagiu assim a um documento contra seu país emitido pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, acusando a ilha caribenha de violações dos direitos humanos.

Pompeo mente e calunia, denunciou Rodriguez em declarações publicadas no Twitter pela Chancelaria cubana.

O chanceler exigiu que o governo dos Estados Unidos e seu secretário de Estado levantem o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington a Cuba durante quase seis décadas.

Igualmente, recordou a trajetória dos EUA como país repressor global e as violações dos direitos dos imigrantes, minorias e pessoas pobres.

A Chancelaria cubana acrescentou que o governo norte-americano age desonestamente quando se diz preocupado com a situação dos direitos humanos em Cuba ou qualquer outro país.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247