Cuba denuncia manobra dos EUA para prejudicar relações diplomáticas

O ministério cubano das Relações Exteriores denunciou nesta quarta-feira (28) uma nova manobra dos Estados Unidos que pode prejudicar as relações diplomáticas entre os dois países; em comunicado, a Chancelaria cubana defendeu o funcionamento normal das duas missões diplomáticas; na foto, a embaixada do país caribenho em Washington

Cuba denuncia manobra dos EUA para prejudicar relações diplomáticas
Cuba denuncia manobra dos EUA para prejudicar relações diplomáticas (Foto: ANDREW HARNIK / POOL)

247, com Prensa Latina - O ministério cubano das Relações Exteriores denunciou nesta quarta-feira (28) uma nova manobra dos Estados Unidos que pode prejudicar as relações diplomáticas entre os dois países. Em comunicado, a Chancelaria cubana defendeu o funcionamento normal das duas missões diplomáticas; na foto, a embaixada do país caribenho em Washington

Segundo a nota, nos últimos meses o Departamento de Estado utilizou um novo pretexto para afetar essas relações, vinculado ao processo de concessão de vistos diplomáticos e oficiais necessários ao desempenho das funções pelo pessoal das respectivas embaixadas em Washington e Havana.

"A manobra consiste em dizer que Cuba obstaculiza a concessão de vistos para os funcionários designados na embaixada dos Estados Unidos em Cuba, ou que supostamente dificulta o funcionamento dessa missão diplomática", aponta o texto da Chancelaria cubana.

De acordo com as autoridades cubanas, o Departamento de Estado esconde deliberadamente que foi o governo estadunidense que unilateralmente decidiu reduzir o pessoal de sua embaixada em Havana em setembro de 2017, incluindo o pessoal encarregado dos serviços consulares.

Foi também o governo dos Estados Unidos que decidiu expulsar, arbitraria e injustamente, 15 funcionários diplomáticos cubanos da embaixada de Cuba em Washington, em outubro deste ano, acrescenta o comunicado.

"Desde então, o funcionamento de ambas as missões foi afetado por estas decisões unilaterais. Igualmente, a concessão dos vistos para o pessoal das respectivas embaixadas ficou sujeito a aprovações e adiamentos caprichosos do Departamento de Estado", diz a nota.

O comunicado da Chancelaria cubana finaliza afirmando que "mantém a disposição de facilitar os requerimentos de cada parte para o respectivo funcionamento das embaixadas sobre a base da reciprocidade".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247