Cuba denuncia na OIT medidas coercitivas dos Estados Unidos

Cuba denunciou na conferência da Organização Internacional do Trabalho as medidas coercitivas próprias do bloqueio imposto pelos EUA que prejudicam a vida da população

Cuba denuncia en Ginebra medidas coercitivas de Estados Unidos
Cuba denuncia en Ginebra medidas coercitivas de Estados Unidos (Foto: Reprodução)

Prensa Latina - O primeiro vice-presidente de Cuba, Salvador Valdés Mesa, denunciou nesta quarta-feira (19) perante a Organização Internacional do Trabalho (OIT) o cerco estadunidense contra a ilha e seu impacto no bem-estar e justiça social da população cubana. ciudadanos. 

A denúncia foi feita na 108ª reunião da Conferência Internacional do Trabalho, que desde o dia 10 de junho se realiza em Genebra (Suiça), com a presença de mais de cinco mil delegados de governos, organizações sindicais e entidades empregadoras de 187 países.  

"A imposição de medidas coercitivas unilaterais, contrárias ao Direito Internacional e à Carta das Nações Unidas, é um mecanismo ao qual alguns países recorrem cada vez com maior frequência", disse o vice-presidente cubano

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247