Cuba denuncia que EUA reforçam bloqueio

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, denunciou no último sábado na Assembléia Nacional do Poder Popular (Parlamento) que a lei estadunidense Helms-Burton reforça o cerco econômico contra a ilha caribenha

Cuba denuncia que EUA reforçam bloqueio
Cuba denuncia que EUA reforçam bloqueio

Prensa Latina - O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, denunciou no último sábado na Assembléia Nacional do Poder Popular (Parlamento) que a lei estadunidense Helms-Burton reforça o cerco econômico contra a ilha caribenha.

Washington tenta ativar essa lei que pretende voltar aos tempos em que Cuba era uma nação escrava de um império, sublinhou Díaz-Canel ao intervir na sessão extraordinária do Parlamento.

Agora, os EUA estão ameaçando Cuba de tornar ainda mais rigorosa a aplicação dessa lei, que é a expressão jurídica do bloqueio.

"A atual administração norte-americana que despreza o multilateralismo decidiu regressar aos piores tempos", disse o chefe de Estado cubano.

Não podemos subestimar a escalada de Washington, pois tem crescido a perseguição financeira e o bloqueio econômico e comercial contra Cuba, enfatizou.

Eles têm feito retroceder sua relação com nosso país fabricando falsos incidentes, disse o presidente cubano.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247