Cuba diz que governo golpista da Bolívia usa falsos pretextos para romper relações diplomáticas

O Ministério das Relações Exteriores da Bolívia tornou pública a decisão do governo de fato do país andino de suspender as relações diplomáticas com Cuba, alegando que o governo cubano afetou sistematicamente a relação bilateral e foi hostil às autoridades bolivianas. Em comunicado oficial emitido no último sábado (25), a Chancelaria da ilha caribenha respondeu

Cooperação médica cubana na Bolívia
Cooperação médica cubana na Bolívia (Foto: Granma)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "O Ministério das Relações Exteriores de Cuba rejeita categoricamente as acusações infundadas do governo boliviano de fato", diz a nota da Chancelaria cubana sobre a decisão dos golpistas bolivianos de romperem relações diplomáticas.

"Desde sua violenta chegada ao poder, em 12 de novembro de 2019, membros do governo de fato daquele país desenvolveram ações sistemáticas para deteriorar e dificultar as relações bilaterais com Cuba", prossegue a nota.

De acordo com o governo cubano, as autoridades bolivianas fizeram uma "campanha feroz de mentiras e deturpações contra Cuba", em particular contra a cooperação médica cubana. 

O documento enfatiza que a campanha dos golpistas biolivianos incitou publicamente a violência contra o pessoal cubano de saúde e incluiu "buscas brutais, ilegais e injustificadas, acusações falsas e prisões de colaboradores cubanos".

A nota da chancelaria da ilha caribenha ressalta ainda que as autoridades bolivianas "não devem responsabilizar Cuba por sua decisão de suspender as relações diplomáticas entre os dois países" e que as "hostilidades e ofensas não emanaram de nosso governo ou de nosso povo". 

O Ministério das Relações Exteriores finaliza a nota reiterando o respeito aos princípios e normas do Direito Internacional que regem as relações entre os Estados e o cumprimento estrito de sua obrigação de não intervir, direta ou indiretamente, nos assuntos internos de outros Estados.

Leia a íntegra da nota no Granma

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247