De saída e sem provas, Mike Pompeo acusa Irã de abrigar base da Al-Qaeda

Em meio a tensões entre EUA e Irã, secretário de Estado de Trump, Mike Pompeo, acusa Irã de apoiar al-Qaeda, motivo da invasão no Afeganistão em 2001

Mike Pompeo
Mike Pompeo (Foto: Nicholas Kamm/Pool / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - De saída do governo dos Estados Unidos, Mike Pompeo, secretário de Estado de Donald Trump, afirmou, sem provas, que a rede terrorista al-Qaeda estabeleceu uma base dentro do Irã. A afirmação ocorre num momento em que a tensão entre os dois países tem aumentado.

“Eu diria que o Irã é, de fato, o novo Afeganistão, como uma nova base geográfica para a al-Qaeda”, declarou Pompeo, durante discurso no National Press Club, em Washington. “Ao contrário do Afeganistão, quando a al-Qaeda se escondia nas montanhas, a al-Qaeda hoje opera sob o escudo pesado da proteção do regime iraniano”, afirmou.

A existência da al-Qaeda no Afeganistão foi usado de pretexto pelos EUA, em 2001, com a justificativa do “combate ao terrorismo”, para invadir o país no Oriente Médio, dominá-lo e controlar seus recursos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email