Defensor de Israel, Eduardo Bolsonaro cancela audiências com embaixadores de Irã e Palestina

O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) cancelou audiências com os embaixadores do Irã e da Palestina, alegando que quer apurar melhor fatos ocorridos no fim de semana na Faixa de Gaz; na verdade, o filho do presidente da República assumiu uma posição abertamente em defesa do agressor israelense

Defensor de Israel, Eduardo Bolsonaro cancela audiências com embaixadores de Irã e Palestina
Defensor de Israel, Eduardo Bolsonaro cancela audiências com embaixadores de Irã e Palestina (Foto: Câmara dos Deputados)

247 - O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) cancelou audiências com os embaixadores do Irã e da Palestina, alegando que quer apurar melhor fatos ocorridos no fim de semana na Faixa de Gaz. Na verdade, o filho do presidente da República assumiu uma posição abertamente em defesa do agressor israelense.

Reportagem de Eliane Oliveira no jornal O Globo informa que Eduardo Bolsonaro cancelou na segunda-feira (6) as audiências que teria como presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados com os embaixadores da Palestina, Ibrahim Alzeben, e do Irã, Seyed Ali Saghaeyan. O deputado alegou como motivo querer obter mais informações sobre os choques entre o Exército de Israel e a população palestina na Faixa de Gaza durante o último fim de semana, que fizeram mais de 30 vítimas fatais.

Eduardo Bolsonaro acusou os palestinos de lançarem foguetes contra o território israelenses e afirmou que o Irã teria enviado dinheiro ao Hamas, movimento da resistência palestina que controla Gaza.

O cancelamento das audiências, para além de ser expressão de falta de cortesia diplomática, reflete aposição pró-Israel do governo brasileiro. Eduardo Bolsonaro afirmou através de uma rede social na própria segunda-feira que Istrael é vítima de ataques. E justificou a violência israelense contra a população palestina " Não esperem ver Israel de braços cruzados. Eles vão reagir. Aliás, já estão reagindo", indica a reportagem 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247