Deputados dos EUA dizem estar "orando" pelo Brasil

Deputados dos partidos Republicano e Democrata dos Estados Unidos disseram estar "orando" pelo Brasil, além de terem "esperança e confiança na democracia brasileira e em que as instituições brasileiras terão a sabedoria de conduzir o país rumo a dias melhores no marco da lei para todo o povo"; carta enviada ao Congresso Nacional foi emitida nesta sexta-feira (22), mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff discursou na sede da ONU e denunciou o golpe contra o seu governo à imprensa internacional; presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que defende abertamente o processo de impeachment, teve um encontro com várias autoridades dos EUA para tentar minimizar o discurso da presidente Dilma de que há um golpe em andamento contra o seu governo

Deputados dos partidos Republicano e Democrata dos Estados Unidos disseram estar "orando" pelo Brasil, além de terem "esperança e confiança na democracia brasileira e em que as instituições brasileiras terão a sabedoria de conduzir o país rumo a dias melhores no marco da lei para todo o povo"; carta enviada ao Congresso Nacional foi emitida nesta sexta-feira (22), mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff discursou na sede da ONU e denunciou o golpe contra o seu governo à imprensa internacional; presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que defende abertamente o processo de impeachment, teve um encontro com várias autoridades dos EUA para tentar minimizar o discurso da presidente Dilma de que há um golpe em andamento contra o seu governo
Deputados dos partidos Republicano e Democrata dos Estados Unidos disseram estar "orando" pelo Brasil, além de terem "esperança e confiança na democracia brasileira e em que as instituições brasileiras terão a sabedoria de conduzir o país rumo a dias melhores no marco da lei para todo o povo"; carta enviada ao Congresso Nacional foi emitida nesta sexta-feira (22), mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff discursou na sede da ONU e denunciou o golpe contra o seu governo à imprensa internacional; presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que defende abertamente o processo de impeachment, teve um encontro com várias autoridades dos EUA para tentar minimizar o discurso da presidente Dilma de que há um golpe em andamento contra o seu governo (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Deputados dos Estados Unidos, dos partidos Republicano e Democrata, disseram estar "orando" pelo Brasil, além de terem "esperança e confiança na democracia brasileira e em que as instituições brasileiras terão a sabedoria de conduzir o país rumo a dias melhores no marco da lei para todo o povo"; carta dos parlamentares enviada ao Congresso Nacional foi emitida nesta sexta-feira (22), mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff discursou na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) e denunciou o golpe contra o seu governo à imprensa internacional.

Também nesta sexta-feira, o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que defende abertamente o processo de impeachment, teve um encontro com várias autoridades dos EUA para tentar minimizar o discurso da presidente Dilma de que há um golpe parlamentar em andamento contra o seu governo.

A carta enviada ao Congresso nacional é assinada pelo republicano Robert B. Aderholt , do Alabama, e pelo democrata Juan C. Vargas, Califórnia, membro do comitê de Administração da Câmara. 

Leia a íntegra da carta dos congressistas ds EUA enviada aos colegas brasileiros:

"Aos membros do Senado Federal e da Câmara dos Deputados do Brasil. Recebam os cumprimentos e saudações calorosas dos nossos amigos do Congresso dos Estados Unidos.

Esta manhã, no Capitólio dos Estados Unidos, membros dos Partidos Democrata e Republicano da Câmara de Representantes se reuniram e oraram pela nação e povo do Brasil. Temos confiança de que vocês serão encorajados e fortalecidos ao se honrarem mutuamente na amizade nestes tempos difíceis e desafiadores. Temos esperança e confiança na democracia brasileira e em que as instituições brasileiras terão a sabedoria de conduzir o país rumo a dias melhores no marco da lei para todo o povo. Nossos pensamentos estão com vocês e saibam que nos importamos e estamos orando por vocês. Cordialmente, Most Sincerely".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247