Derrotado na ONU, Brasil não consegue evitar aprovação de resolução pró-Venezuela

Atendendo a pedidos dos Estados Unidos, o Itamaraty vinha fazendo campanha na ONU para impedir a aprovação de uma resolução que estabelecia a cooperação estreita entre Caracas e ONU nos próximos 30 dias, apoiada também por Nicolás Maduro

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Brasil foi derrotado nas Nações Unidas, onde, atendendo a pedidos dos Estados Unidos, fazia campanha para tentar impedir uma resolução que estabelecia a cooperação estreita entre a Venezuela e a ONU, especialmente nos próximos 30 dias.

A medida recebia o apoio até do presidente Nicolás Maduro e não determinava nenhuma investigação internacional, como defendia o Itamaraty. O texto finalmente foi aprovada pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

A resolução foi aprovada por 18 votos a favor, 23 abstenções e apenas seis contra. Além do Brasil, só rejeitaram a proposta governos como o da Ucrânia, Austrália, Peru, Argentina e Chile, todos aliados de Washington, informa o jornalista Jamil Chade.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email