Diplomata dos EUA: Putin tem de mudar para melhorar relação com Washington

O ex-embaixador dos EUA nas Nações Unidas, John Bolton, declarou nesta segunda-feira (2) que se o presidente russo, Vladimir Putin, não reconsiderar suas políticas, pode ser que não aconteça o descongelamento na relação entre Moscou e Washington; ao participar de um programa na Fox News, Bolton culpou o governo Obama por repetidamente ceder à Rússia e não defender os interesses nacionais dos EUA na arena internacional

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante encontro em Moscou. 17/11/2015 REUTERS/Alexei Nikolskyi/SPUTNIK/Kremlin
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante encontro em Moscou. 17/11/2015 REUTERS/Alexei Nikolskyi/SPUTNIK/Kremlin (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Sputnik Brasil

O ex-embaixador dos EUA nas Nações Unidas, John Bolton, declarou nesta segunda-feira (2) que se o presidente russo, Vladimir Putin, não reconsiderar suas políticas, pode ser que não aconteça o descongelamento na relação entre Moscou e Washington.

Ao participar de um programa na Fox News, Bolton culpou o governo Obama por repetidamente ceder à Rússia e não defender os interesses nacionais dos EUA na arena internacional.

"Vladimir Putin define a política externa russa inteiramente com base no interesse nacional russo", disse Bolton.

Ele também mencionou que a inteligência norte-americana acredita que a Rússia é responsável por hackear o Comitê Nacional Democrata em uma tentativa de influenciar as eleições presidenciais dos EUA, mesmo que o novo secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, tenha admitido que "não há provas" de que tais ataques ocorreram.

De acordo com Bolton, "se essas atividades forem interrompidas", então existe uma chance para o "reset" nas relações entre Rússia e EUA.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email