É um ''cinismo absoluto'' os EUA qualificarem Cuba como terrorista, diz Ramonet

O intelectual franco-espanhol, Ignacio Ramonet, qualificou como “cinismo absoluto” a decisão dos Estados Unidos de inscrever Cuba na lista de “países patrocinadores do terrorismo”.

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Carta Maior - O intelectual franco-espanhol, Ignacio Ramonet, qualificou como “cinismo absoluto” a decisão unilateral do Departamento de Estado dos Estados Unidos de inscrever Cuba na lista de “países patrocinadores do terrorismo”.

“É o mundo ao contrário. É o crime perseguindo a virtude. Cuba tem sido, durante décadas, vítima de diversos tipos de terrorismo patrocinado por Washington, que já causaram milhares de mortos e feridos. Enquanto isso, jamais, como sempre destacou Fidel Castro, Havana apadrinhou nenhum ato de violência no território estadunidense. Nunca! Cuba sempre condenou o terrorismo”.

Leia a íntegra da matéria no portal Carta Maior

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247