Em clima de tensão com EUA, Irã suspende cláusulas de acordo nuclear

O Irã formalizou nesta quarta-feira (15) a suspensão de algumas cláusulas do acordo nuclear assinado com potências mundiais em 2015; a medida ocorre em meio a tensões com Washington e uma semana depois de o presidente Hassan Rohani ter dado um ultimato de 60 dias para Alemanha, China, França, Reino Unido e Rússia renegociarem os termos do tratado, que foi abandonado pelos Estados Unidos em 2018 

Em clima de tensão com EUA, Irã suspende cláusulas de acordo nuclear
Em clima de tensão com EUA, Irã suspende cláusulas de acordo nuclear

ANSA - O Irã formalizou nesta quarta-feira (15) a suspensão de algumas cláusulas do acordo nuclear assinado com potências mundiais em 2015.

A medida ocorre em meio a tensões com Washington e uma semana depois de o presidente Hassan Rohani ter dado um ultimato de 60 dias para Alemanha, China, França, Reino Unido e Rússia renegociarem os termos do tratado, que foi abandonado pelos Estados Unidos em 2018.

As regras suspensas pelo Irã dizem respeito ao limite de armazenamento de urânio enriquecido e água pesada, elementos essenciais para a produção nuclear. O excesso desses itens era exportado pelo país persa, mas essa atividade foi inviabilizada pelas novas sanções americanas.

Teerã, no entanto, prometeu restabelecer os limites anteriores se chegar a um acordo com as potências internacionais no prazo de 60 dias. "O Irã superará o momento difícil que está enfrentando com solidariedade, união nacional, resistência, planejamento e uma melhor gestão dos recursos", disse Rohani, após um encontro com o líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei.

Em meio à crescente tensão com Teerã, os Estados Unidos evacuaram seus funcionários não essenciais da embaixada em Bagdá e do consulado de Irbil, no Iraque. Washington denunciou "ameaças" iranianas contra os interesses americanos na região.

No entanto, em visita oficial à Rússia, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, garantiu nesta terça-feira (14) que seu país "não quer uma guerra contra o Irã".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247