Em livro, Cristina Kirchner escreve sobre Bolsonaro: 'Que mundo, meu Deus!'

"Escrevo estas linhas em tempos de Bolsonaro, o novo presidente do Brasil que abjura das minorias e quer persegui-las... Que mundo, meu Deus!" - exclama a ex-presidenta e senadora argentina Cristina Kirchner num trecho da sua biografia que, lançada em 25 de abril último, já está esgotada em muitas livrarias

Em livro, Cristina Kirchner escreve sobre Bolsonaro: 'Que mundo, meu Deus!'
Em livro, Cristina Kirchner escreve sobre Bolsonaro: 'Que mundo, meu Deus!' (Foto: Reuters)

247 - "Escrevo estas linhas em tempos de Bolsonaro, o novo presidente do Brasil que abjura das minorias e quer persegui-las... Que mundo, meu Deus!" - exclama a ex-presidenta e senadora argentina Cristina Kirchner num trecho da sua biografia que, lançada em 25 de abril último, está esgotada em muitas livrarias.

Intitulado "Sinceramente", o livro já está na sua quinta edição, com 217 mil exemplares impressos. Será apresentado pela ex-presidenta nesta quinta-feira, na Feira Internacional do Livro de Buenos Aires, amanhã à noite. As informações são da AFP.

Em outro trecho, a ex-presidenta do país vizinho fala sobre fake news como "moeda corrente nas campanhas eleitorais dos partidos políticos de direita em todo o mundo, como ficou demonstrado depois da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos ou de Jair Messias Bolsonaro no Brasil".

Cristina Kirchner comenta ainda no livro sobre o contraste entre o quadro político latino-americano atual e o dos tempos em que ela liderou a Argentina, mais uma vez carregando sobre Bolsonaro: "Quando lembro daquelas conversas da Pátria Grande e a necessidade de estar unidos e este presente de destituição e Bolsonaros, de presidentes autoproclamados, de perseguição política e de novos endividamentos com o FMI, me pergunto: em que falhamos? O que é que não vimos? Fomos ingênuos? Como pudemos acreditar que a direita e o neoliberalismo são democráticos?" - relata a AFP

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247