Em provocação à Rússia, navios da Otan entram no mar Báltico

Um grupo naval da Otan entrou nas águas do mar Báltico, comunicou o Centro Nacional de Controle da Defesa da Rússia; trata-se de quatro embarcações — o destróier USS Gravely, dos EUA, que lidera o grupo; as fragatas K. Pulaski da Marinha polonesa, Gokova da Marinha turca, e Juan de Borbón da Marinha espanhola

Em provocação à Rússia, navios da Otan entram no mar Báltico
Em provocação à Rússia, navios da Otan entram no mar Báltico

Sputnik - Um grupo naval da Otan entrou nas águas do mar Báltico, comunicou o Centro Nacional de Controle da Defesa da Rússia. Trata-se de quatro embarcações — o destróier USS Gravely, dos EUA, que lidera o grupo; as fragatas K. Pulaski da Marinha polonesa, Gokova da Marinha turca, e Juan de Borbón da Marinha espanhola.

Os militares russos estão monitorando a situação, sendo empreendidas manobras de treinamento para reagir de forma rápida a possíveis situações de emergência.

Além disso, foi organizado um plantão de navios, de sistemas de mísseis de proteção costeira Bastion e Bal, bem como da aviação naval.

Desde o início do ano, as forças da Frota do Báltico já tinham empreendido ações similares em conexão com o surgimento nas águas do mar Báltico de navios da Otan. Assim, em 21 de janeiro de 2019, o destróier USS Gravely, acompanhando por outras embarcações, entrou nas águas do Báltico. O mesmo navio efetuou outra missão no mar Báltico em 26 de fevereiro passado.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247