Em tempos de neofascismo, Alemanha investe para que o nazismo jamais se repita

A iniciativa do governo da Alemanha, que faz parte de um programa voltado para o apoio ao ensino de história, pretende alocar 6 milhões de euros, cerca de R$ 27,3 milhões, para projetos de educação geridos por 28 centros de memória e centros de arquivo de vítimas do nazismo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O governo alemão pretende alocar 6 milhões de euros (R$ 27,3 milhões) para projetos de educação geridos por 28 centros de memória e centros de arquivo de vítimas do nazismo.

"Os projetos foram escolhidos devido à abordagem inovativa e simulada. Dessa forma, os jovens podem aprender melhor a história do Nacional Socialismo e entender o link entre história, dias atuais e seu próprio mundo", afirmou a ministra alemã de Cultura e Mídia, Monika Gruetters, nesta quinta-feira. 

A iniciativa faz parte de um programa estatal voltado para o apoio ao ensino de história. De acordo com a ministra, o governo também estaria considerando financiar projetos dedicados à história da Alemanha Oriental e do Partido Socialista Unificado da Alemanha, que governou o extinto país entre 1949 e 1990.

Liderado por Adolf Hitler, o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (NSDAP), de extrema-direita, governou a Alemanha de 1933 até 1945. Durante esse período, seus membros e seguidores promoveram uma onda de terror generalizado dentro e fora do país, dando início à Segunda Guerra Mundial e cometendo inúmeras atrocidades, incluindo o genocídio organizado de judeus, comunistas, ciganos, homossexuais, deficientes e outros grupos perseguidos pelos nazistas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email