Embaixador afirma que evacuação da embaixada russa nos EUA é 'mentira absoluta'

O embaixador da Rússia nos EUA, Anatoly Antonov, rejeitou as suposições indicando que Moscou estaria evacuando sua embaixada em Washington

www.brasil247.com - Embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov
Embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov (Foto: Sputnik / Grigory Sysoev)


Sputnik - Mais cedo, Reino Unido e os EUA anunciaram a evacuação de famílias de funcionários diplomáticos da Ucrânia em meio às crescentes tensões relacionadas à segurança no país.

O embaixador da Rússia nos EUA, Anatoly Antonov, rejeitou as suposições que correm nas mídias sociais indicando que Moscou estava evacuando sua embaixada em Washington em razão da situação na Ucrânia. Segundo ele, as ilações são uma "mentira absoluta".

"Todos nós em Washington, Nova York e Houston estamos trabalhando como de costume. A embaixada não recebeu nenhuma instrução de Moscou, nem do Departamento de Estado dos EUA [para desocupar o prédio]", disse Antonov.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O embaixador disse em entrevista nesta segunda-feira (24) que a embaixada foi inundada por comentários dos meios de comunicação norte-americanos, que veicularam a possibilidade das autoridades russas deixarem Washington.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, os EUA, o Reino Unido e a Austrália anunciaram que reduziriam o seu pessoal nas suas embaixadas na Ucrânia, em particular evacuando as famílias dos diplomatas. De acordo com as autoridades dos países, a retirada foi motivada por tensões contínuas em torno da Ucrânia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A decisão de remover diplomatas acontece no mesmo dia (24) em que a OTAN (Organização do Tratado Atlântico Norte) informou que os países aliados estão de prontidão e vão enviar mais navios e caças para a região.

Em comunicado, a aliança militar informou que a Dinamarca está enviando fragatas para a região do Báltico, e também está preparada para enviar caças F-16 à Lituânia. A Espanha também está fortalecendo a força naval da OTAN e a Holanda confirmou a chegada de aeronaves F-35 na Bulgária em abril.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos últimos dois meses, os países ocidentais expressaram temores de que a Rússia esteja planejando invadir a Ucrânia, situação que Moscou nega reiteradamente, pedindo inclusive ao Ocidente que pare de especulações imprudentes.

Enquanto o Kremlin defende o direito de mover suas forças armadas dentro de seu território como bem entender, os EUA e seus aliados europeus estão atualmente envolvidos em negociações sobre como responder em caso de "invasão" russa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email