Empossado, presidente da Ucrânia quer pressa em associação com a UE

O novo presidente da Ucrânia, Petró Poroshenko, que tomou posse neste sábado, 7, garantiu que espera firmar um acordo de associação com a União Europeia (UE) antes ainda neste mês;"Vemos [o acordo] como um primeiro passo para a entrada de pleno direito da Ucrânia na União Europeia”, comentou Poroshenko; o acordo de associação com a UE foi rejeitado em fevereiro, detonando protestos que culminaram com a queda do ex-presidente Víktor Yanukóvich; o presidente russo, Vladímir Putin, voltou a advertir na sexta-feira, 6, na Normandia, que no caso de uma associação entre a Ucrânia e a UE, a Rússia vai adotar medidas comerciais protecionistas

O novo presidente da Ucrânia, Petró Poroshenko, que tomou posse neste sábado, 7, garantiu que espera firmar um acordo de associação com a União Europeia (UE) antes ainda neste mês;"Vemos [o acordo] como um primeiro passo para a entrada de pleno direito da Ucrânia na União Europeia”, comentou Poroshenko; o acordo de associação com a UE foi rejeitado em fevereiro, detonando protestos que culminaram com a queda do ex-presidente Víktor Yanukóvich; o presidente russo, Vladímir Putin, voltou a advertir na sexta-feira, 6, na Normandia, que no caso de uma associação entre a Ucrânia e a UE, a Rússia vai adotar medidas comerciais protecionistas
O novo presidente da Ucrânia, Petró Poroshenko, que tomou posse neste sábado, 7, garantiu que espera firmar um acordo de associação com a União Europeia (UE) antes ainda neste mês;"Vemos [o acordo] como um primeiro passo para a entrada de pleno direito da Ucrânia na União Europeia”, comentou Poroshenko; o acordo de associação com a UE foi rejeitado em fevereiro, detonando protestos que culminaram com a queda do ex-presidente Víktor Yanukóvich; o presidente russo, Vladímir Putin, voltou a advertir na sexta-feira, 6, na Normandia, que no caso de uma associação entre a Ucrânia e a UE, a Rússia vai adotar medidas comerciais protecionistas (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lusa - O novo presidente da Ucrânia, Petró Poroshenko, que tomou posse neste sábado, 7, garantiu que espera firmar um acordo de associação com a União Europeia (UE) antes ainda neste mês. “Devemos fazê-lo até 27 de junho. Para mim existe um valor europeu: o da solidariedade. A Ucrânia precisa de solidariedade como o ar que respira”, disse em reunião com convidados para cerimônia de posse.

Poroshenko, um dos homens mais ricos da Ucrânia, disse que está disponível para fechar o acordo assim que Bruxelas der sua anuência para “a associação com a UE, uma ampla zona de comércio livre e um regime sem vistos [com esta zona da Europa]”.

Para o novo chefe de Estado ucraniano “a plena integração econômica e a associação política com a UE são mais que um sonho”, é uma agenda para os próximos anos.

No discurso de posse, Poroshenko defendeu o acordo, que foi rejeitado em fevereiro, detonando protestos que culminaram com a queda do ex-presidente Víktor Yanukóvich.

"Vemos [o acordo] como um primeiro passo para a entrada de pleno direito da Ucrânia na União Europeia”, comentou Poroshenko na presença do presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy.

O presidente russo, Vladímir Putin, voltou a advertir na sexta-feira (6), na Normandia, que no caso de uma associação entre a Ucrânia e a UE, a Rússia vai adotar medidas comerciais protecionistas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247