Encontro histórico entre líderes das Coreias

Pela primeira vez na história, dois líderes coreanos se encontraram na zona desmilitarizada que demarca a fronteira entre as duas Coreias desde a assinatura do armistício entre os países em 1953; Kim Jon-un, presidente da Coreia do Norte e Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, deram-se as mãos e sorriram para câmeras do mundo inteiro; o clima foi descontraído: Kim puxou Moon para o lado norte-coreano, improvisando a cena histórica; o presidente sul-coreano disse: "fico feliz em conhecê-lo"

Pela primeira vez na história, dois líderes coreanos se encontraram na zona desmilitarizada que demarca a fronteira entre as duas Coreias desde a assinatura do armistício entre os países em 1953; Kim Jon-un, presidente da Coreia do Norte e Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, deram-se as mãos e sorriram para câmeras do mundo inteiro; o clima foi descontraído: Kim puxou Moon para o lado norte-coreano, improvisando a cena histórica; o presidente sul-coreano disse: "fico feliz em conhecê-lo"
Pela primeira vez na história, dois líderes coreanos se encontraram na zona desmilitarizada que demarca a fronteira entre as duas Coreias desde a assinatura do armistício entre os países em 1953; Kim Jon-un, presidente da Coreia do Norte e Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, deram-se as mãos e sorriram para câmeras do mundo inteiro; o clima foi descontraído: Kim puxou Moon para o lado norte-coreano, improvisando a cena histórica; o presidente sul-coreano disse: "fico feliz em conhecê-lo" (Foto: Gustavo Conde)

247 - Pela primeira vez na história, dois líderes coreanos se encontraram na zona desmilitarizada que demarca a fronteira entre as duas Coreias desde a assinatura do armistício entre os países em 1953. Kim Jon-un, presidente da Coreia do Norte e Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, deram-se as mãos e sorriram para câmeras do mundo inteiro. O clima foi descontraído: Kim puxou Moon para o lado norte-coreano, improvisando a cena histórica. O presidente sul-coreano disse: "fico feliz em conhecê-lo".

Kim Jon-un afirmou que as Coreias estão em um momento de paz que a hora é de buscar a prosperidade para os dois países. Jon-un também foi pragmático e ponderou que os erros do passado não podem se repetir: "em vez de criar resultados que não seremos capazes de manter, devemos ter resultados vindos de uma conversa franca sobre diferentes temas de interesse".

"Os líderes foram acompanhados por uma banda militar até a Casa de Paz, onde foi assinado o armistício de 1953. No livro de visitas, Kim escreveu: "Uma nova história começa agora, o ponto de partida de uma era de paz."

Posaram para fotografias e entraram em uma sala, onde fizeram declarações rápidas à imprensa antes de iniciarem a etapa das negociações de portas fechadas, que não havia terminado até a conclusão desta edição.

Leia mais aqui

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247