Enquanto Bolsonaro nega aquecimento, suíços fazem funeral para geleira que derreteu

Inspirados na ação feita na Islândia há algumas semanas, cerca de 250 suíços realizaram um funeral simbólico pelo desaparecimento da geleira Pizol por causa do aquecimento global. A geleira fica a 2.700 metros de altitude

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Inspirados na ação feita na Islância há algumas semanas, cerca de 250 suíços realizaram no domingo (22) um funeral simbólico pelo desaparecimento da geleira Pizol por causa do aquecimento global. A geleira fica a 2.700 metros de altitude. 

"Viemos aqui para dizer 'adeus' ao Pizol," declarou Matthias Huss, glaciologista da Escola Politécnica Federal de Zurique. Os relatos foram publicados pela agência de notícias AFP.

A cerimônia ocorreu na véspera da reunião especial da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima, que ocorre nesta segunda-feira (23) em Nova York. 

Chefes de Estado comparecerão para reforçar seus compromissos em limitar o aquecimento do planeta a até 2ºC em relação ao período pré-industrial.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email