Equador confirma morte de jornalistas sequestrados por rebeldes colombianos

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta sexta-feira que o país obteve informações que confirmam as mortes de dois jornalistas e de seu motorista, que foram sequestrados no mês passado por rebeldes colombianos; "Não recebemos prova de vida", disse Moreno em pronunciamento transmitido pela TV; "E lamentavelmente temos informação que confirma os assassinatos dos jornalistas"

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta sexta-feira que o país obteve informações que confirmam as mortes de dois jornalistas e de seu motorista, que foram sequestrados no mês passado por rebeldes colombianos; "Não recebemos prova de vida", disse Moreno em pronunciamento transmitido pela TV; "E lamentavelmente temos informação que confirma os assassinatos dos jornalistas"
O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta sexta-feira que o país obteve informações que confirmam as mortes de dois jornalistas e de seu motorista, que foram sequestrados no mês passado por rebeldes colombianos; "Não recebemos prova de vida", disse Moreno em pronunciamento transmitido pela TV; "E lamentavelmente temos informação que confirma os assassinatos dos jornalistas" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta sexta-feira que o país obteve informações que confirmam as mortes de dois jornalistas e de seu motorista, que foram sequestrados no mês passado por rebeldes colombianos.

"Não recebemos prova de vida", disse Moreno em pronunciamento transmitido pela TV. "E lamentavelmente temos informação que confirma os assassinatos dos jornalistas".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247