Erdogan acusa general dos EUA de apoiar golpistas na Turquia

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan acusou nesta sexta-feira 29 o chefe do Comando Central dos EUA, General Joseph Votel, de estar "do lado dos golpistas" na Turquia por ter comentado que a turbulência política no país poderia rebaixar a cooperação militar de Ancara com Washington

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan acusou nesta sexta-feira 29 o chefe do Comando Central dos EUA, General Joseph Votel, de estar "do lado dos golpistas" na Turquia por ter comentado que a turbulência política no país poderia rebaixar a cooperação militar de Ancara com Washington
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan acusou nesta sexta-feira 29 o chefe do Comando Central dos EUA, General Joseph Votel, de estar "do lado dos golpistas" na Turquia por ter comentado que a turbulência política no país poderia rebaixar a cooperação militar de Ancara com Washington (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O presidente turco Recep Tayyip Erdogan acusou nesta sexta-feira (29) o chefe do Comando Central dos EUA, General Joseph Votel, de estar “do lado dos golpistas” na Turquia por ter comentado que a turbulência política no país poderia rebaixar a cooperação militar de Ancara com Washington.

"Você está tomando o lado dos golpistas em vez de agradecer a este Estado por derrotar a tentativa de golpe", disse Erdogan em declarações enfurecidas em um centro militar de Golbasi, nos arredores de Ancara, onde ataques aéreos deixaram dezenas de mortos durante o golpe fracassado do dia 15 de julho.

Citado pela imprensa norte-americana, o General Votel dissera que a tentativa de golpe e a posterior perseguição empreendida pelo Estado turco contra dezenas de generais poderiam afetar a cooperação militar norte-americana com a Turquia. 

Em particular, Votel sugeriu que os EUA tinham perdido alguns dos principais interlocutores militares na Turquia, que agora estão presos e acusados de conspiração para derrubar Erdogan.

"Saiba seu lugar!", disse Erdogan, endereçando-se a Votel com uma de suas expressões favoritas de raiva.

"O mentor do golpe já está em seu país, você já está alimentando-o", acrescentou o presidente turco, referindo-se ao clérigo autoexilado nos EUA Fethullah Gulen.

A Turquia é um membro chave da coalizão liderada pelos EUA contra o Daesh (autodenominado Estado Islâmico) na Síria, particularmente devido à base aérea de Incirlik, usada como um centro para o lançamento de ataques aéreos contra o grupo terrorista.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247