Espanha conduziu um golpe contra a Catalunha, diz líder independentista

Decisão do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, de destituir o governo da Catalunha e forçar nova eleição é um "golpe" e um "ataque contra a democracia", afirmou a presidente da Assembleia catalã, Carme Forcadell; "O primeiro-ministro Rajoy quer que o parlamento da Catalunha pare de ser um parlamento democrático e não permitiremos que isso aconteça", disse; "Nos comprometemos hoje, após o ataque mais grave contra as instituições catalãs desde que foram restauradas, com a defesa da soberania do parlamento da Catalunha", completou

Presidente da Assembleia catalã, Carme Forcadell; Catalunha
Presidente da Assembleia catalã, Carme Forcadell; Catalunha (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A decisão do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, de destituir o governo da Catalunha e forçar nova eleição é um "golpe" e um "ataque contra a democracia", afirmou a presidente da Assembleia catalã, Carme Forcadell, neste sábado.

"O primeiro-ministro Rajoy quer que o parlamento da Catalunha pare de ser um parlamento democrático e não permitiremos que isso aconteça", disse Carme em discurso televisionado.

"É por isso que queremos enviar aos cidadãos deste país uma mensagem de firmeza e esperança. Nos comprometemos hoje, após o ataque mais grave contra as instituições catalãs desde que foram restauradas, com a defesa da soberania do parlamento da Catalunha", acrescentou ela.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247