Espanha resgata 100 migrantes no Mediterrâneo

As autoridades da Espanha resgataram nesta terça-feira (2), 100 pessoas que tentavam chegar à costa sul deste país em três embarcações precárias, informou o Salvamento Marítimo

Espanha resgata 100 migrantes no Mediterrâneo
Espanha resgata 100 migrantes no Mediterrâneo

Prensa Latina - As autoridades da Espanha resgataram nesta terça-feira (2), 100 pessoas que tentavam chegar à costa sul deste país em três embarcações precárias, informou o Salvamento Marítimo.

Os imigrantes, entre eles 15 mulheres e três menores de idade, viajavam a bordo de três barcos rudimentares em diferentes pontos do mar de Alborán, na parte mais ocidental do Mediterrâneo.

Todos os socorridos foram transportados pelos guarda-costas de Salvamento ao porto de Almeria, localizado na comunidade autônoma da Andaluzia, ao sul da Espanha, a região desta nação ibérica mais castigada pela imigração irregular.

Um total de 5.628 migrantes chegaram a Espanha por mar entre 1º de janeiro e 31 de março de 2019, frente aos 3.385 contabilizados no mesmo período do ano anterior, segundo o mais recente balanço difundido pelo governo.

Com a entrada de 65.325 pessoas, a Espanha converteu-se em 2018 na primeira via de acesso de migrantes e refugiados à União Européia, na frente da Grécia e da Itália, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

No ano de 2019, ao menos 73 pessoas perderam a vida no mar Mediterrâneo tentando atingir o litoral espanhol, precisou a OIM.

Essas cifras não incluem o naufrágio no mês passado de um barco no mar de Alborán, que pode ter resultado na morte ou desaparecimento de 45 pessoas, denunciou a ONG Caminhando Fronteiras.

Os dados também não incorporam a morte nesta segunda-feira (1º/4) de um imigrante ilegal, depois de ser resgatado por navios de Salvamento Marítimo no Estreito de Gibraltar - que separa a Europa da África - junto a outros 12 imigrantes de origem subsaariana.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247