Estados Unidos, México e Canadá firmam acordo para substituir o Nafta

Os Estados Unidos e o Canadá afirmaram nesta segunda-feira (1º/10) que chegaram a um acordo que irá substituir o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês)

Estados Unidos, México e Canadá firmam acordo para substituir o Nafta
Estados Unidos, México e Canadá firmam acordo para substituir o Nafta
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Sputnik - Os Estados Unidos e o Canadá afirmaram nesta segunda-feira (1º/10) que chegaram a um acordo que irá substituir o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês).

O Canadá correu risco de ficar de fora do novo acordo, mas as conversações entre Ottawa e Washington finalmente resultaram em um consenso para manter os três membros na nova versão do pacto comercial.

"É uma boa noite para o México e para a América do Norte", escreveu no Twitter o ministro mexicano das Relações Exteriores, Luis Videgaray. Outras altas autoridades mexicanas também elogiaram o acordo.

"Celebramos o acordo trilateral", escreveu Jesus Saede no Twitter. Ele é o representante do presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador. "A porta foi fechada para a fragmentação comercial da região", disse ele, acrescentando que o acordo "dará certeza e estabilidade ao comércio do México com seus parceiros norte-americanos".

O principal negociador do Nafta no México, o ministro da Economia, Ildefonso Guajardo, tuitou que ele havia instruído seu vice, Juan Carlos Baker, a entregar o texto do novo acordo ao Senado mexicano na noite de domingo.

Se o acordo for ratificado pelos legislativos dos três países e seus chefes de Estado, ele será assinado no dia 30 de novembro, informa a rede de TV mexicana Televisa.

Será exatamente um dia antes da posse do novo presidente do México, López Obrador, de esquerda.

O presidente eleito, mas que ainda não foi empossado, deu sua bênção ao novo Nafta - que será chamado de Acordo Estados Unidos-México-Canadá (USMCA, na sigla em inglês).

Os três países começaram a renegociar o Nafta há mais de um ano, a pedido de Donald Trump, que criticou o acordo quando ainda era candidato à presidência dizendo que foi uma "fraude" para os Estados Unidos e custou empregos ao país. O atual presidente dos Estados Unidos fez campanha com a promessa de reescrever o Nafta - ou se livrar dele.

As negociações para sua reformulação já duravam mais de um ano.

A presença do Canadá no acordo aliviou alguns políticos. "Estou contente que a administração Trump conseguiu fechar um acordo para modernizar o Nafta com o México e o Canadá", disse o republicano e presidente de Finanças do Senado dos EUA, Orrin Hatch. "O Nafta é um sucesso comprovado."

O Nafta derrubou a maioria das barreiras comerciais entre Estados Unidos, Canadá e México, levando a um aumento do comércio entre os três países. Mas Trump e outros críticos disseram que ele encorajou os empresários a se movimentar rumo ao sul da fronteira para aproveitar os baixos salários mexicanos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247